AMAPÁ

Propriedades:
Madeira moderadamente pesada e macia ao corte, sendo sua superfície levemente lustrosa.
Originária da região Amazônica, as lâminas são bastante permeáveis a soluções preservantes.

Uso: Especialmente indicada para a fabricação de painéis decorativos e compensados por ser de aspecto agradável e de características ótimas de laminação, colagem e fácil acabamento.

 

ANGELIM


Nome Científico:
Vatairea heteroptera Ducke
Outros nomes e Espécies Afins:
Angelin-Pedra, Angelim-Rosa, Angelim-Grande, Angelim-do-Pará, Muirarema.

Características da Madeira:
Madeira pesada e dura ao corte; cerne de cor castanho-amarelado quando recém-pólido, escurecendo para castanho-escuro-amarelado com exposição ao ar, diferenciado do alburno de cor branco-rosado, com aproximadamente 4,0 cm de largura; textura grossa, grã irregular; superfície áspera ao tato, cheiro imperceptível; gosto fortemente amargo, aspecto fibroso acentuado.

Durabilidade Natural:
A madeira de ANGELIM, em ensaios de laboratório, demonstrou ser de alta resistência ao ataque de organismos xilófagos.

Principais Aplicações:
A madeira de ANGELIM, por ser pesada e de propriedades mecânicas altas, pode ser usada para acabamentos internos, construções externas, esquadrias, folhas faqueadas, tacos e tábuas para assoalhos, vagões, carrocerias, dormentes etc.

TOPO

CEDRO


Nome Científico:
Cedrela sp
Outros nomes:
cedro vermelho, redceder, cedar, cedre acajou, ceder, cedro rosa, cedro cobrado, cedro blanco, c.amargo, cedro macho.

Características da Madeira:
Madeira leve; cerne variado do bege-rosado-escuro ou castanho-claro-rosado, mais ou menos intenso, até castanho-avermelhado; textura grossa; grã direita ou ligeiramente ondulada, superfície lustrosa e com reflexos dourados; cheiro característico, agradável, bem pronunciado em algumas amostras, quase ausente em outras; gosto ligeiramente amargo.

Durabilidade Natural:
A madeira de CEDRO, é considerada de resistência moderada ao ataque de organismos xilófagos, segundo observações práticas a respeito da sua utilização.

Principais Aplicações:
A madeira de CEDRO, por apresentar retratibilidade linear e volumétrica baixas, propriedades mecânicas entre baixa e média, é, particularmente, indicada para partes internas de móveis finos, folhas faqueadas decorativas, contraplacados, embalagens decorativas, molduras para quadros, modelos de fundição, obras de entalhe, artigos de escritório, instrumentos musicais; em construção civil como venezianas, rodapés, guarnições, cordões, forros, lambris; em construção naval, como acabamentos internos decorativos, casco de embarcações leves, cabos de vassoura etc.
A madeira de CEDRO classifica-se, entre as madeiras leves, que tem mais diversificação de utilização e é superada somente pela madeira do PINHO-DO-PARANÁ - Araucaria angustifolia (Bert.) O. Kuntze.

TOPO

CEREJEIRA

Propriedades:
Madeira moderadamente pesada, cheiro acentuado, agradável cerne bege-amarelo ou bege-rosado uniforme e, excepcional- mente apresenta alguns veios mais escuros.
Seca com muita facilidade.

Uso: Esta bela madeira tem cores e figuras atraentes e é usada na confecção de mobília e acabamento de qualidade. Pode ser laminada em torno e as toras selecionadas são faqueadas para produção de lâminas decorativas usadas em compensado.

 

CUMARU


Nome Científico:
Dipteryx odorata (Aubl.) Wild.
Outros nomes Espécies Afins:
Cumaru-de-folha-grande, Cumbaru-roxo, Cumbaru.

Características da Madeira:
Madeira muito pesada, dura ao corte; alburno diferenciado do cerne, estreito, de 2 a 3 cm de largura; cerne de cor castanho-claro-amarelado; textura fina a média; grã revessa; superfície de pouco brilho e lisa ao tato; aspecto fibrosos atenuado; cheiro e gosto imperceptíveis.

Durabilidade Natural:
A madeira de CUMARU, em ensaios de laboratório, demonstrou ter alta resistência ao ataque de fungos apodrecedores e resistente ao ataque de cupins.

Principais Aplicações:
A madeira de CUMARU, por ser muito pesada e de propriedades físico-mecânicas altas a médias, pode ser usada em construção civil, como vigas, caibros, ripas, marcos de portas, tacos e tábuas para assoalhos, lambris, forro, estacas, esteios, postes, cruzetas, dormentes, carrocerias, vagões, cabos de ferramentas, defensas, construção naval. móveis etc.

TOPO

FREIJÓ


Nome Científico:
Cordia goeldiana Huber.
Outros nomes Espécies Afins:
Frei-Jorge. Confunde-se com a madeira de Cordia frichotoma, de ocorrência em matas litorâneas entre Bahia e Santa Catarina, que é conhecida como Louro-pardo, Louro-amarelo e Louro-da-serra Freijó-branco, Freijó-preto, Freijó-rajado, Freijó-verdadeiro, Cordia-preta.

Características da Madeira:
Madeira moderadamente pesada; cerne pardo-claro-amnarelado ou, também, pardo-claro-acastanhado, eventualmente com reflexos róseos, uniforme; textura média; grã direita;'superfície lustrosa, acentuadamente nas faces radiais, moderadamente áspera ao tato; cheiro peculiar, mas pouco acentuado; gosto imperceptível.

Durabilidade Natural:
A madeira de FREIJÓ, em condições adversas, é considerada de resistência moderada ao ataque de organismos xilófagos, segundo observações práticas a respeito da sua utilização.

Principais Aplicações:
A madeira de FREIJÓ, por ter cor pardacenta, agradável, com retratibilidade baixa e propriedades mecânicas médias, é particularmente indicada para móveis finos, folhas faqueadas decorativas, lambris, painéis; em construção civil, como caixilhos, persianas, venezianas, ripas, acabamento interno, molduras, guarnições, sarrafos; em construção da estrutura de hélices de pequenos aviões, de barcos de recreio, laterais de escada etc.

TOPO

MASSARANDUBA (Manilkara Elata)

CARACTERÍSTICAS: sem odor ou gosto característicos, cerne marrom-escuro, alburno marrom-amarelado claro, granulação lisa, brilho moderado, textura fina.

ALGUMAS APLICAÇÕES: construção civil, telhados, material para assoalho e outros, muito resistente.

DENSIDADE: madeira altamente densa, com 13% de umidade tem 1.010 kg/m 3, verde tem 1.320 kg/m3 , seca rapidamente ao forno ou ao ar livre.
TOPO

PAU-MARFIM


Nome Científico:
Balfourodendron riedelianum Engl.
Outros nomes e Espécies Afins:
Recebe também as denominações de Farinha-Seca, Gramixinga, Guataia, Marfim, Pau-Liso, Guatambu, Pequiá-Mamona, Pequiá-Mamão, Pau-Cetim.

Características da Madeira:
Madeira pesada; cerne branco-palha-amarelado, escurecendo para amarelo-pálido, uniforme; alburno aparentemente não demarcado, branco levemente amarelado; grã irregular à revessa; textura fina; superfície lisa ao tato e medianamente lustrosa; cheiro imperceptível; gosto levemente amargo.

Durabilidade Natural:
A madeira de PAU-MARFIM, segundo observações práticas a respeito de sua utilização, é considerada de baixa resistência ao ataque de organismos xilófagos.

Principais Aplicações:
A madeira de PAU-MARFIM, pode ser clara, aspecto agradável e resistência mecânica de valor médio, é indicada para fabricação de móveis, laminados decorativos, molduras e guarnições internas, peças torneadas, peças para esporte e outros artefatos; em construção civil, como vigas, caibros, ripas, rodapés, tábuas e tacos para assoalhos, cabo de ferramentas, metro para medição, fôrma para calçados etc.

TOPO

SAMAÚMA


Nome Científico:
Ceiba pentandra (L) Gaertn.
Outros nomes e Espécies Afins:
No Brasil recebe as denominações de Sumaúma, Sumaúma-barriguda, e Sumaúma-de-várzea. No comércio exterior é conhecida por Ceiba. A madeira de Ceiba sumaúma possui características muito semelhantes. A madeira de diversas espécies dos gêneros Bombax e Eriodendrum apresentam características similares às de Sumaúma.

Características da Madeira:
Madeira muito leve e muito macia ao corte; cerne e alburno indiferenciados quanto à cor, bege a castanho-claro-rosado; textura grossa; grã direita; superfície sem brilho e lisa ao tato; cheiro e gosto imperceptíveis.

Durabilidade Natural:
A madeira de SAMAÚMA, em ensaios de laboratório, demonstrou ser de baixa resistência natural ao ataque de organismos xilófagos.

Principais Aplicações:
A madeira de SAMAÚMA, por apresentar propriedades mecânicas baixas, é indicada para a fabricação de barcos, pequenas caixas, jangadas, brinquedos, miolo de painéis, aeromodelismo e, ainda, como isolante acústico e térmico.

TOPO

TAUARI


Nome Científico:
Couratari cf. oblongifolia Ducke
Outros nomes e Espécies Afins:
Imbirema, Estopeiro, Toari, Tauari-Amarelo, Rauari-Morrão. Outras espécies do gênero Couratari (C. guianensis, C. pulchra, C. sfellafa e C. ofigantna) possuem madeiras semelhantes, sendo também comercializadas com o nome de Tauari.

Características da Madeira:
Madeira moderadamente pesada e macia ao corte; cerne e alburno indiferenciados quanto à cor, branco-palha, levemente rosado; textura média, grã direita; superfície ligeiramente lustrosa e lisa ao tato; cheiro e gosto imperceptíveis.

Durabilidade Natural:
A madeira de TAUARI, em ensaios de laboratório, demonstrou ser de baixa resistência ao ataque de organismos xilófagos.

Principais Aplicações:
A madeira de TAUARI, por apresentar propriedades mecânicas médias, sendo fácil de serrar e apresentar bom rendimento no desdobro, pode ser indicada para a obtenção de lâminas desenroladas, embalagens, peças encurvadas, chapas de partícula, compensado estrutural, móveis de uso geral, forros e painéis, cabos de vassoura etc.


TOPO

 
 
Copyright © 2008 Graveto de Padre Miguel Madeiras Ltda.
Todos os Direitos Reservados.

Desenvolvido por OLI
webmail